Ferreira Gullar, grande poeta, crítico de artes, biógrafo, tradutor,e ensaísta brasileiro e um dos fundadores do neocentrismo.  Nasceu no dia 10 de setembro de 1930, na cidade de São Luiz, capital do Maranhão.

 Publicou seu primeiro livro em 1949 intitulado "Um pouco acima do chão"  Em 1950, com o poema "O galo", ganhou um concurso promovido pelo Jornal de Letras.
Em 1961, Gullar assumiu a direção da Fundação Cultural de Brasília no governo de Jânio Quadros. Na instituição, que dirigiu até outubro de 1961, construiu o Museu de Arte Popular.
Durante o governo militar, em 13 de dezembro de 1968, Gullar foi preso em companhia de Paulo Francis, Caetano Veloso e Gilberto Gil.
Em 1975, publicou "Dentro da noite veloz" e escreveu, em Buenos Aires, o famoso "Poema sujo", que chegou ao Brasil gravado em uma fita, trazida por Vinicius de Moraes e publicado no ano seguinte pela editora Civilização Brasileira.

Em 1997, lançou "Cidades inventadas". Em 1998 pubicou  "Os Anos de Exílio" . No ano seguinte, lançou "Muitas vozes" e foi agraciado com o Prêmio Jabuti, na categoria poesia. Em 2000, recebeu o Prêmio Multicultural Estadão, de O Estado de São Paulo, pelo conjunto de sua obra.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...