A BATALHA DO APOCALIPSE



A Batalha do Apocalipse

Autor: Eduardo Spohr
Editora: Verus Editora 
(Selo do Grupo Editoral Record) (2ª edição)
Ano: 2010 (1ª edição – independente – em 2007) 
Páginas: 586


A Batalha do Apocalipse: Da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo escrito pelo jornalista carioca Eduardo Spohr, publicado  inicialmente em 2007 pelo site Jovem Nerd,o livro vendeu de forma independente aproximadamente 4.000 exemplares. Em 2010 foi re-editado pela Verus, selo do Grupo Editorial Record. A trama gira entorno do personagem Ablon, um anjo renegado condenado a vagar no mundo dos homens por ter se revoltado contra Miguel. E Shamira a Feiticeira de En-Dor , que o ajuda na jornada histórica até o apocalipse.
O livro se divide em 3 partes intituladas A vingadora sagrada, A ira de Deus e o Flagelo de fogo.

***
Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final.
Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo.
Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heroicas, magia, romance e suspense.

Quando o apocalipse chega, o renegado precisa decidir de que lado lutará ao ver as forças de Lúcifer prontas para declarar guerra aos céus e colocar fim à humanidade.

***

Uma das coisas que mais me chamou a atenção foram os flashbacks que levam o leitor a viajar por vários períodos da história humana,  passando por cidades mitológicas (Enoque e Atlântida),  pela Babilônia, Alexandria, Roma, Constantinopla, Jerusalém,  até os dias atuais no Rio de Janeiro e Israel. Somos apresentados a povos, tradições e culturas, descritos com riqueza nos detalhes. As viagens de Ablon pelo tempo mostram as mudanças da humanidade, e as  mudanças que vão acorrendo no interior do anjo renegado.

É impressionante como o autor conseguiu escrever um livro grande sem deixa-lo monótono e sem se desviar da ideia central, devo admitir que em alguns flashbacks pensei que a história e os personagens ficariam perdidos e o livro iria por água abaixo, mas isso não aconteceu. Será que o livro é tão bom assim? Sim, o livro é surpreendente, com desfechos impressionantes.

Vale lembrar que é um livro de fantasia/ ficção o autor é muito criativo, apesar de  construir o livro sob uma base cristã a história gira sob um olhar totalmente diferenciado. Vejam esse livro como um meio de soltar sua imaginação ao máximo, permitindo-se ir além do esperado. 








3 comentários

  1. Já li muito bom!
    Os filhos do Èden é ótimo lendo-o vc entende melhor A batalha do apocalipse.:D

    ResponderExcluir
  2. Oiiii, li este livro a algum tempinho ja, não gostei muito da história em si, mas o romance de Ablon e de Shamira foi muito legal, da uma passadinha la no meu tem uma resenha também deste livro. Beijos
    www.moradadolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...