INCIDENTE EM ANTARES




Autor: Érico Veríssimo
Editora: Companhia das Letras
Ano: 1971
Páginas: 496 

Érico Veríssimo, foi por causa desse nome que resolvi ler Incidente em Antares, como nunca tinha lido nada desse autor antes resolvi começar por esse livro que por coincidência foi o último romance de Veríssimo, pra ser mais exata foi uma escolha aleatória, e descobri que foi uma escolha muito bem feita ou de muita sorte, pois o livro é fantástico. Imagine uma greve geral onde até os coveiros resolvem fazer greve, e decidem não enterrar os defuntos da cidade, pois é assim que começa a história de uma pequena cidade do Rio Grande do Sul, Antares.

Em dezembro de 1963, uma sexta-feira 13, a matriarca Quitéria Campolargo arregala os olhos em sua tumba, imaginando estar frente a frente com o Criador. Mas logo descobre que está do lado de fora do cemitério da cidade de Antares, junto com outros seis cadáveres, mortos-vivos como ela, todos insepultos. 
Uma greve geral na cidade, à qual até os coveiros aderiram, impede o enterro dos mortos. Que fazer? Os distintos defuntos, já em putrefação, resolvem reivindicar o direito de serem enterrados - do contrário, ameaçam assombrar a cidade. Seguem pelas ruas e casas, descobrindo vilanias e denunciando mazelas. O mau cheiro exalado por seus corpos espelha a podridão moral que ronda a cidade. 
Em Incidente em Antares, Érico Veríssimo faz uma sátira política contundente e hilariante que, mesmo lançada em 1971, em plena ditadura militar, não teve receio de abordar temas como tortura, corrupção e mandonismo.

"Desta vez abri a veia da sátira e deixei seu sangue escorrer livre e abundantemente." 
 Érico Veríssimo



O livro é dividido em duas partes, onde se misturam acontecimentos reais e irreais.
Na primeira parte, nos é apresentado duas famílias, ou melhor, duas facções políticas da cidade os Campolargo e os Vacariano. As duas famílias se unem para acabar com a ameaça comunista, como é conhecida a classe operária, que reivindicava seus direitos.
Na segunda parte, acontece o "incidente" do título, com a greve geral em Antares e a morte inesperada de sete pessoas, sendo eles:

  • D. Quitéria Campolargo: a matriarca da cidade, que morreu do coração;
  • Barcelona: o sapateiro anarquista, também   vítima de um ataque cardíaco;
  • Cícero Branco, o influente advogado vitimado por um AVC;
  • João Paz, jovem pacifista que foi impiedosamente torturado até a morte pela polícia;
  • Pudim de Cachaça, bêbado envenenado pela mulher;
  • Menandro Olinda, o genial pianista, gravemente deprimido, que se suicidou, cortando os pulsos;
  • Erotildes, prostituta, vítima de tuberculose.


Durante o cortejo, os Campolargo D. Quitéria, pois os coveiros, em greve, cercam o cemitério, impedindo o enterro, aumentando a pressão sobre os patrões. Os mortos, não sepultados, adquirem "vida" e passam a vasculhar a vida dos parentes e amigos, revelando, a podridão moral da sociedade. Como estão mortos os sete personagens podiam criticar à vontade a sociedade, como são cadáveres estão livres das pressões sociais.

Uma forte característica do livro é a abordagem política, Veríssimo utiliza seus personagens para traça o cenário político brasileiro de época. Com o livro cabei descobrindo três novas palavras, "tanatocracia" (= morte + governo), “cafajestocracia” (=cafajeste + governo) e “merdocracia” (= merda + governo). 

- Não direi que aqui em cima estejamos numa democracia. Imaginemos que isto é uma... uma tanatocracia. (E os sociólogos do futuro terão de forçosamente reconhecer este novo tipo de regime).

- Vivemos numa cafajestocracia, isso é que é.
  

- Democracia qual nada, governador! O que temos no Brasil é uma merdocracia!

É um livro recheado de sarcasmo, ironia e ainda é engraçado, com situações simplesmente inusitadas.  É uma leitura maravilhosa e fora do comum!




Trecho da minissérie produzida pela Rede Globo em 1994.








2 comentários

  1. Me deu vontade de ler esse livro! vc tem ele?
    Parabéns. Excelente resenha!

    ResponderExcluir
  2. Oi Léo
    Não tenho, mas posso conseguir. Você quer o livro p quando ?

    Bjs!

    ResponderExcluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...