Autores: Julia Crouch
Selo:
 Novo Conceito 
Ano: 2012
Edição: 1
Número de páginas: 464
Assuntos: Thriller



Polly é a mais antiga amiga de Rose. Então quando ela liga para dar a notícia que seu marido morreu, Rose não pensa duas vezes ao convidá-la para ficar em sua casa. Ela faria qualquer coisa pela amiga; sempre foi assim. Polly sempre foi singular — uma das qualidades que Rose mais admirava nela — e desde o momento em que ela e seus dois filhos chegaram na porta de Rose, fica óbvio que ela não é uma típica viúva. Mas quanto mais Polly fica na casa, mais Rose pensa o quanto a conhece. Ela não consegue parar de pensar, também, se sua presença tem algo a ver com o fato de Rose estar perdendo o controle de sua família e sua casa. Enquanto o mundo de Rose é meticulosamente destruído, uma coisa fica clara: tirar Polly da casa está cada vez mais difícil.



 “- Ele vem me pegar, para que ele e Polly possam me internar.
Simon olhou para ela, levemente espantado.
- Ela está me fazendo passar por louca, sabe – Rose prosseguiu. – Estou me esforçando bastante para não acreditar que esteja. Ela nos contagiou a todos, de um modo ou de outro, não foi??
- Sim – Simon aparentava amargura. – Ela fez isso …”


Tenho que aprender a não esperar muito de um livro, pois chega uma hora que acabo me decepcionando e muito.


Com personagens psicologicamente bem trabalhados (único ponto positivo) e uma história que mesmo oscilando entre o cansativo e o suspense consegue prender até a última página, para de repente ficar sem entender o final, não que eu quisesse o final que imaginei, mas ficou sem sentido, todos os acontecimentos e os dramas vividos por Rose foram anulados e inválidos. O livro termina sem explicar muitas coisas e é até incoerente em relação a alguns pontos, como uma mulher convida a amiga para morar em sua casa sabendo que o marido não aceita? Como essa mesma mulher interfere de forma negativa em sua família e você permite? Enfim, foi preciso muita paciência pra aguentar Rose durante uma semana, uma mulher que insiste em acreditar em uma mentira e não faz nada para resolver seus problemas.


Lendo os comentários do Skoob encontrei um que disse tudo o que não consegui dizer:
 “Uma automutilação
A sinopse do livro me deixou alucinado para lê-lo. É o tipo de suspense que mais me atrai, suspense doméstico. Porém, conforme a história foi se desenrolando, ou enrolando, percebi que o livro não chegaria a lugar nenhum. A trama lança diversos mistérios que ficam sem resposta, a protagonista toma algumas atitudes que me fizeram perder qualquer empatia por ela e o mais irritante, a autora parece evitar as cenas do conflito, como se não conseguisse escrevê-las. É enervante a frequência em que os personagens estão prestes a explodir e de uma hora para outra desviam sua atenção pra a arrumação da casa, ou para a paisagem ao redor. Julia conseguiu estragar sua própria obra de uma maneira revoltante, pois o livro tinha muito potencial. Ela mutilou sua própria obra.Não consigo nem expressar o quanto esse livro me tirou do sério. Essa autora entrou e minha lista negra.”
 Ronaldo – membro do Skoob


Book Thriller








10 comentários

  1. Ah Jess e eu em pagamento de um trabalho em EAD que fiz pra uma amiga da minha filha , escolhi exatamente esse. Eu não tinha lido nenhuma resenha dele, só a sinopse e me interessei bastante, pois me lembrou até um filme, "A mão que balança o berço" ¬¬
    Bjs
    http://mundoliterando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também lembrei desse filme e esse foi um dos motivos que li o livro, é uma pena que nao tenha me agradado.
      Depois quero saber sua opinião sobre ele :)


      Excluir
  2. Eu vi esse livro na bienal, e fiquei com vontade de comprá-lo, mas não comprei, afinal, eu não havia lido nenhuma resenha sobre ele ainda.
    Esse livro me lembrou Axolotle Atropelada, não sei porquê, rs.
    Gostei da sua resenha, depois que a li esse livro me pareceu tão... entediante.

    Beijos,

    Juliana Rodrigues,
    http://ser-escritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li esse livro mas já ouvi falar dele rssrrss
      Cuco não é tão entediante no início kkkkkkkkkkk

      Obrigada pela visita Juliana!

      Excluir
  3. Vish, essa é a segunda resenha negativa que eu leio desse livro hoje.
    Estou pensando seriamente em retirá-lo da minha listinha de leitura hahaha
    Pela sinopse, realmente, a gente acha que é bom. Mas, se eu arrumar emprestado leio hahaha
    Beijinhos
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que li pensei na sorte que tive não comprando esse livro, mas como trabalho em uma biblioteca não resisti ficar olhando p ele na estante :)

      Obrigada pela visita.

      Excluir
  4. Quanta propaganda negativa para a autora!! kkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem tanto srrsrrs

      Obrigada pela visitinha :)

      Excluir
    2. Fiquei muito tempo sem aparecer, apesar de ser seu editor chefe!

      Excluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...