Ninfetâmina
Autora: Kaah Araújo
ISBN: 978-85-7923-645-7
Páginas: 458
Formato: 14 x 21







Em breve, a Editora Baraúna lançará o tão aguardado Ninfetâmina, da autora Kaah Araújo.
O livro narra à história de Stephany, uma jovem que, após a morte de seu pai, é obrigada a mudar-se para Morrisville, uma vila situada em Lamoille, em Vermont, nos Estados Unidos. Um lugar enigmático onde mistérios enredam a vida de Stephany levando-a por um caminho marcado pelo perigo, pela aventura e pelo romance. A jovem se verá envolvida pelo romântico Izack Smonfort, pelo alente Sky Trewan e do pelo irresistível Bryan Control. Com quem Stephany viverá um amor perigoso?


“Annie deslizou a ponta de seus dedos frios pelo rosto salgado de Zack, ele não retirara os olhos dos lábios marcantes dela, era um vicio, ele passaria a noite toda olhando aqueles lábios, nem que fosse a ultima coisa a fazer em sua vida inútil.

— Diga-me: te amo – sugeriu ela, escorregando o indicador pelos lábios dele.

— Te amo – disse ele, pateticamente e obsessivamente.” 



Sobre a autora

Kaah Araújo nasceu em Jacareí, São Paulo, em 1996. Começou a escrever Ninfetâmina quando ainda estava prestes a completar o fundamental. Por ser uma escritora compulsiva, Kaah, dedicou os últimos meses à sua série de estreia.















Oi gente!!!
Vi esse bingo literário no blog Livroterapias adorei :D
Fiquem a vontade para fazer o bingo também.


Letra B - (de cima para baixo)

1- A maldição do tigre
2- Orgulho e preconceito
3 - A cadeira vazia
4 - A passagem
5 - ????

Letra I - (de cima para baixo)

1- Os Sete
2 - A cidade do sol
3 - A culpa é das estrelas
4 - O caçador de pipas
5 - O segredo de Eva

Letra N - (de cima para baixo)

1 - Biblioteca escolar
2 - 1822
3 - ???
4 - Dom Casmurro

Letra G - (de cima para baixo)

1 - ???
2 - ???
3 - Dragões de Éter - caçadores de bruxas
4 - 1808
5 - Harry Potter na verdade ainda não li

Letra O - (de cima para baixo)

1 - O príncipe gato e a ampulheta do tempo
2 - 
3 -???
4 - ???
5 - Série Hush Hush e Harry Potter












Olá!!!
O Lilian & Jéssica recebeu dois selinhos, fiquei muito feliz e agradeço pelas indicações :)


O primeiro foi do blog Surtos da Juleka. Esse selo não tem regras, basta indicar aqueles blogs que amam e curtem um maravilhoso romance. 






Para esse romance todo eu indico:
Romances in pink
Paixão literária
Book Lovers
Amor literário



O segundo selinho foi do blog Tribo do Livro. Obrigada!!!





Regras:
Nomear 15 blogs;
Avisar a pessoa que você nomeou;
Agradecer ao blog que te nomeou;
Adicionar o post ao blog;
Adicionar 7 coisas que você gosta.

7 Coisas que eu gosto:
  1.  Ler;
  2. Comer;
  3. Cheiro de livro velho;
  4. Escrever e falar sobre livros;
  5. Comprar livros;
  6. Gosto dos dias de sol, mesmo que eu morra de calor; 
  7. Gosto de ficar perto das pessoas que amo;


15 blogs que eu indico: 







O OITAVO PECADO





Título: O Oitavo Pecado
Autora: Adriana Vargas
Capa: André Siqueira
Linha Literária: Mitologia

Livro ganhador do Prêmio INTERARTE como um dos cinco melhores romances de 2012. Prêmio reconhecido na França, Chile e Áustria. O que se faria por amor? Um anjo caído em busca de seu grande amor... Alguém terá que pagar por isso... Somente o mais forte sobreviverá. Henaph nasceu com a missão de guardar o Jardim, porém, ao se deparar com o seu Mestre de ensinamentos, Deus Hermes, que a prepararia para a sua missão, abdicou de tudo, até mesmo de sua imortalidade para viver este grande amor, cometendo o Oitavo Pecado, em nome de uma paixão, porém, ao conhecer Minos, o rei de Creta, se envolve em um instigante triângulo amoroso; nas malhas de uma paixão proibida, que a obrigará a fazer uma escolha entre o verdadeiro amor, ou volta da imortalidade. Entre a missão e a paixão, Henaph precisará fazer uma escolha... O que ela escolherá? 
Um livro ousado e irá lhe enganar! O Oitavo pecado agitará com todos os seus instintos; sentirá do caos ao cosmo, a essência do amor distorcido e toda fúria do pecado mitológico! Uma mulher curiosa, um anjo que nasce com os instintos aflorados em busca da verdade. O que é verdade? Como alcançá-la? Mitos, curiosidades e facetas envolvendo uma narrativa peculiar e instigante. Henaph resolve traçar o próprio destino! Sem saber o ônus do caminho trilhado, ela segue destemida e incansavelmente, sedenta da existência humana. Um triângulo amoroso que a divide entre o rei Minos de Creta, protetor e cuidadoso e o deus grego Hermes, sábio e intrigante. Os deuses darão um palpitar dramático, ao final da trama!


Como poderia ser um anjo, 
um anjo apaixonado por um deus?


Henaph é uma anja responsável por guardar o Jardim do Éden, ela é muito curiosa, com tanta curiosidade ela acaba fazendo vários questionamentos que a levam a se equiparar ao Criador. O deus mensageiro, Hermes tem a missão de orientá-la em sua jornada, mais uma vez Henalph se entrega aos seus próprios pensamentos e se apaixona por Hermes. Essa paixão, assim como o envolvimento entre os dois não é permitido, e como consequência Henalph perde a imortalidade que os anjos possuem. Agora que não é mais anjo Henaph precisa ser protegida e Hermes a leva para ilha de Creta onde conhece o rei Minos, surgindo entre eles uma grande amizade que logo se transformará em uma grande paixão.
Escrito de forma singela o livro é narrado em primeira pessoa, permitindo ao leitor sentir as angústias, as dúvidas e os sofrimentos da personagem. Possui uma boa dose de mitologia, misturada com paixões proibidas e intrigas. Esse livro tem a tarefa de transmitir uma mensagem muito linda sobre a transformação da paixão mortal em amor verdadeiro, aquele amor puro e sincero capaz de regenerar os defeitos da alma, mostrando o poder regenerador do amor.

O ponto principal da trama é a escolha que Henaph terá que fazer: voltar a ser imortal e cumprir seu papel de guardião do Jardim do Éden ou viver sua grande paixão?
 O livro O Oitavo Pecado possui um final emocionante, escrito com muita perspicácia e deixando o gostinho de quero mais. É uma obra diferente de tudo que  tenho lido, é uma história cheia de surpresas que mescla o mundo angelical com o mundo terrestre. Adriana Vargas consegue relacionar os fatos com maestria, além de utilizar uma linguagem poética, cheia de sentimentos profundos e fortes. É impossível não aprender com os erros e acertos de  Henalph.

A paixão em destaque no livro é tão real que eu me senti completamente envolvida com a Henalph. As descrições das cenas são tão fascinantes que muitas vezes fiquei emocionada a ponto de querer escolher por ela. Eu super-recomendo esse livro, quem estiver a procura de uma boa história rica em emoções não pode deixar de conhecer O Oitavo Pecado :)



QUOTES



                                                                    











O ECONOMISTA


caparamon

Autor: Ramon Carvalho Silva Bazon

ISBN: 978-85-7923-375-3
Páginas: 381
Formato: 14 x 21

Este mês a editora Baraúna está lançando o livro O Economista, do autor Ramon Carvalho Silva Bazon.
O livro conta a história de um renomado economista Wall Street que tropeça no que parece ser uma conspiração. Sua inteligência e esperteza são colocadas à prova, no centro de uma crise financeira global. Ele, então, passa a correr contra o tempo para desvendar uma trama complexa, que mais parece uma armadilha arquitetada pelas cabeças mais cobiçosas de Wall Street. Logo perceberá que não pode confiar em ninguém, e não apenas o dinheiro, mas a sua própria vida podem estar em risco. É neste momento que ele terá de decidir entre o é certo e o que é fácil. Qual decisão você tomaria?


Adquira seu exemplar clicando aqui





"Toda lágrima é um círculo que se desfaz 
mas que nunca se rompe"



Título: Dragões de Éter: Vol. 3
Autor: Raphael Draccon
Editora: Leya
Páginas: 534
Ano: 2010


Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contra as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga. Hoje, Arzallum, o Maior dos Reinos, tem um novo Rei e vive a esperada Era Nova. Coisas estranhas, entretanto, nunca param de acontecer... Dois irmãos sobreviventes a uma ligação com antigos laços de magia negra descobrem que laços dessa natureza não se rompem tão facilmente e cobram partes da alma como preço. Uma sociedade secreta renascida com um exército de órfãos resolve seguir em frente em um plano com tudo para dar errado em busca do maior tesouro já enterrado, sem saber o quanto isso pode mudar a humanidade. O último príncipe de Arzallum viaja para um casamento forçado em uma terra que ele nem mesmo sabe se é possível existir, disposto a realizar um feito que ele não sabe se é possível realizar. Uma adolescente desperta em iniciações espirituais descobre-se uma mediadora com forças além do imaginário. E um menino de cinco anos escala uma maldita árvore que o leva aos Reinos Superiores, ferindo tratados políticos, e dando início à Primeira Guerra Mundial de Nova Ether. 

“- Ela me ensinou que existem apenas quatro perguntas na vida: 
O que é realmente sagrado? 
Do que é feito o espírito? 
Pelo que vale a pena viver? 
Pelo que vale a pena morrer? 
A resposta de todas ela é a mesma: só amor ele disse, com olhar desfocado. – Apenas amor...”







Nesse último livro da trilogia Dragões de Éter descobri que nem todos os finais são feliz para sempre, não é Maria? 


"É preciso seguir em frente. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."  
(P. 27)


Esperava encontrar um final um pouco diferente, mas isso foi bom, pois Draccon conseguiu me surpreender novamente. O livro termina deixando margem para uma possível continuação assim espero. 

Tudo começa quando um menino de 9 anos resolve subir em uma árvore muito grande, tão grande que liga a Terra ao céu, chegando a terra dos gigantes, assim inicia-se a Primeira Guerra Mundial de Nova Ether.

Quem se destacou e me encantou nesse 3º volume foi um casal bem peculiar Liriel Gambiani e Snail Galford, com eles renasce uma sociedade secreta formada por jovens órfãos com objetivo de encontrar um grande tesouro há muito tempo enterrado pelo capitão Capitão Flint.

As visões de Ariane Narin  são uma caixinha de surpresa, quem irá aparecer agora? Thunder Cats ou Star Wars? Os diálogos de Ariane com Madame Viotti são de uma intensidade maravilhosa que nos leva a bons momentos de reflexição. João Hanson  finalmente se tornou um cavaleiro, se mostrando íntegro até nos momentos mais difíceis. Achei muito bom o grau de amadurecimento alcançado por ele, que no fim acabou entendo os sacrifícios do pai, e que nem sempre a decisão correta a se tomar é a mais fácil. 

A história de Peter Pan foi contada de uma forma bem diferente da que conhecemos,  um elfo crescido, de sentimos fortes e profundos por uma humana, sem palavras para descrever a forma como o autor narrou os sentimentos e a personalidade de Peter Pan e o momento mágico que ele se livrou do remorso que sentia. Bradamente, essa também deu um show durante as lutas da Primeira Guerra Mundial de Nova Ether. Gostei de encontrar nela uma personagem feminina forte e muito corajosa. Na cena em que ela derrota o gigante me senti ali no campo de batalha assistindo de camarote, foi muito bem descrita detalhando todos os movimentos da luta. Durante a guerra senti falta Ruggiero achei que ele iria se destacar mais. 

Super-recomendo essa trilogia, gosto muito da forma como Raphael escreve, nas partes mais simples é que encontramos as riquezas da escrita dele. Se eu fosse resumir esse livro em uma única palavra seria FÉ. Fé esta que foi escrita com delicadeza e mostrada através de todas as personagens, principalmente durante as cenas de batalha. Ele conseguiu mostrar os dois lados do ser o humano, ninguém é totalmente bom, ou totalmente mau, todos temos escolha!




PARCERIA - Ju Lund

OLÁ!
Hoje apresento para vocês a nova parceira do blog à escritora Ju Lund, amante das artes e gaúcha de Pelotas, Técnica em Turismo e Hotelaria. Graduanda em Artes Visuais Lic., criou um blog que se tornou um Portal. Apaixonada por seus 3 gatos, "transformo meus melhores sonhos e piores pesadelos em contos e romances"

Acompanhe a escritora nas redes sociais.
Portal:
Pessoal:




Sinopse:

Eduarda é uma jovem calada e discreta quando conhece a sensual Ester. A amizade das duas cresce com o tempo e um novo sentimento inesperado desperta. Agora Duda tem que enfrentar dois novos problemas: estar apaixonada por Ester e encarar a sua família, e, também, enfrentar a sociedade para poder continuar com sua Doce Vampira. Será que esse amor será forte o suficiente?
Book Trailer



Sinopse:
Com narrativas variadas, Entrecontos 1, convida todos os leitores a entrarem em histórias que “se” não são verdadeiras… Poderiam ser! Compartilhe desta experiência fantástica, todos os contos foram publicados on-line em 2010 pela escritora Ju Lund, e agora possuem seu formato físico.
(Im) Possível, Agnes Adal, Dança, Desaparecido, Dia de Cão, Diana Keen, Escuro mais que Noturno, Estranho Conhecido, Fui ao Rio ver Crepúsculo, Halloween, Marcas e Sangue, O Livro de Morgana, O peixe comeu meu sono, Observadores, Pássaro, Pedido Secreto, Presença, Salvo pela Cruz, Seguidas, Zombeteira… São 22 Contos + 1 Poema esperando por você!

Entrecontos 1 aberto 500x223 Entrecontos 1





Sinopse:

Diversas histórias formam Entrecontos 2, narrativas e personagens dos mais variados saem do campo imaginário diretamente para suas mãos.  Publicados on-line em 2011 pela escritora Ju Lund, agora em formato físico para que você possa experimentar esta deliciosa viagem.
A Cartomante e o Anel, A menina e o Amigo, A noite do dia Mágico, Ajuda, Aly e Isul, Da Noite, Descido do Céu, Entre Livros, Estranha Ester a debutante, Estranho conhecido, Gatos, Luxúria, Poder e Loucura, Malditos Palitos, O Nascimento de um Anjo, O Livro de Morgana, Pé na Cova… São 20 contos + 1 

Entrecontos 2 aberto 500x223 Entrecontos 2








Obrigada pelos marcadores Ju Lund :D



DEZESSEIS CHOPES

A conversa já passara por todas as etapas por que normalmente passa uma conversa de bar. Começara choca, preguiçosa. O mais importante, no princípio, são os primeiros chopes. A primeira etapa vai até o terceiro chope.

Do terceiro ao quarto chope, inclusive, contam-se anedotas. Quase todos já conhecem as anedotas, mas todos riem muito. A anedota é só pretexto para rir. A mesa está ficando animada, isso é o que importa. São cinco amigos. 
Eu disse que eram cinco à mesa? Pois eram cinco à mesa. Dois casados, dois solteiros e um com a mulher na praia - quer dizer, nem uma coisa nem outra. E entram na terceira etapa.

Durante o quinto e o sexto chope, discutem futebol. O que nos vai sair desse tal de Minelli? Olha, estou gostando do jeito do cara. E digo mais, o Grêmio não aguenta o roldão nesta fase do campeonato. Quer apostar? Não aguenta. Porque isto e aquilo, que venha outra rodada. E - escuta, ó chapa - pode vir também outro sanduíche aberto e mais uns queijinhos.
O sétimo chope inaugura a etapa das graves ponderações. Chega a Crise e senta na mesa. O negócio não está fácil, minha gente. Vocês viram a história dos foguetes? Na Europa, anda terrorista com foguete dentro da mala. Em plena rua! O nego entra num hotel, pede um quarto, sobe, abre a mala, vai até a janela e derruba um avião. Derruba um avião assim como quem cospe na calçada!

São homens feitos, homens de sucesso, amigos há muitos anos. Nenhum melhor do que o outro. A etapa das graves ponderações deságua junto com o nono chope, na etapa confidencial. Pois eu ouvi dizer que quem está por trás de tudo... Agora todos gritam, as confidências reverberam pelo bar. Os cinco estão muito animados. 

Um deles ameaça ir embora, mas é retido à força. Outra rodada! Hoje ninguém vai pra casa. Começa a etapa inteligente. Todos dizem frases definitivas quem nenhum ouve, pois cada um grita a sua ao mesmo tempo. Doze chopes. Treze. Começa uma discussão, ninguém sabe muito bem se sobre palitos ou petróleo. A discussão termina quando um deles salta da cadeira, dá um murro na mesa e berra: "E digo mais!" Faz-se silêncio. O quê? O quê? "Eu vou fazer xixi..."

Com quinze chopes começa a fase nostalgia. Reminiscências, auto-reprimendas, os podres na mesa. As grandes revelações. Eu sou uma besta... Besta sou eu. Tenho que mudar de vida. Eu também. Cada vez mais me arrependo de não ter... de não ter... sei lá! E então um deles, os olhos quase se fechando, diz: 
- Sabe o que é que eu sinto, mas sinto mesmo?
Ninguém sabe.
- Sabe qual a coisa que eu mais sinto?
- Diz qual é?
- Sabe qual o vazio que eu mais sinto aqui?
- Diz, pô!
- É que eu nunca tive um canivete decente.
O silêncio que se segue a esta revelação é mal compreendido pelo garçom, que vem ver se querem a conta. Encontra os cinco subitamente sóbrios, olhando para o centro da mesa com o ressentimento de anos. É isso, é isso. Um homem precisa de um canivete. Não de qualquer canivete, não desses que dão de brinde. Um verdadeiro canivete. Pesado, de fazer volume na mão, com muitas lâminas. Um canivete decente.
- Eu tive - diz, finalmente, um dos cinco. É uma confissão.
E os outros olham para ele como se olha para um homem completo. Ali está o melhor deles, e eles não sabiam.

Luis Fernando Veríssimo - 
Contos para ler no bar 
p. 49-52







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...