"Toda lágrima é um círculo que se desfaz 
mas que nunca se rompe"



Título: Dragões de Éter: Vol. 3
Autor: Raphael Draccon
Editora: Leya
Páginas: 534
Ano: 2010


Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contra as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga. Hoje, Arzallum, o Maior dos Reinos, tem um novo Rei e vive a esperada Era Nova. Coisas estranhas, entretanto, nunca param de acontecer... Dois irmãos sobreviventes a uma ligação com antigos laços de magia negra descobrem que laços dessa natureza não se rompem tão facilmente e cobram partes da alma como preço. Uma sociedade secreta renascida com um exército de órfãos resolve seguir em frente em um plano com tudo para dar errado em busca do maior tesouro já enterrado, sem saber o quanto isso pode mudar a humanidade. O último príncipe de Arzallum viaja para um casamento forçado em uma terra que ele nem mesmo sabe se é possível existir, disposto a realizar um feito que ele não sabe se é possível realizar. Uma adolescente desperta em iniciações espirituais descobre-se uma mediadora com forças além do imaginário. E um menino de cinco anos escala uma maldita árvore que o leva aos Reinos Superiores, ferindo tratados políticos, e dando início à Primeira Guerra Mundial de Nova Ether. 

“- Ela me ensinou que existem apenas quatro perguntas na vida: 
O que é realmente sagrado? 
Do que é feito o espírito? 
Pelo que vale a pena viver? 
Pelo que vale a pena morrer? 
A resposta de todas ela é a mesma: só amor ele disse, com olhar desfocado. – Apenas amor...”







Nesse último livro da trilogia Dragões de Éter descobri que nem todos os finais são feliz para sempre, não é Maria? 


"É preciso seguir em frente. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."  
(P. 27)


Esperava encontrar um final um pouco diferente, mas isso foi bom, pois Draccon conseguiu me surpreender novamente. O livro termina deixando margem para uma possível continuação assim espero. 

Tudo começa quando um menino de 9 anos resolve subir em uma árvore muito grande, tão grande que liga a Terra ao céu, chegando a terra dos gigantes, assim inicia-se a Primeira Guerra Mundial de Nova Ether.

Quem se destacou e me encantou nesse 3º volume foi um casal bem peculiar Liriel Gambiani e Snail Galford, com eles renasce uma sociedade secreta formada por jovens órfãos com objetivo de encontrar um grande tesouro há muito tempo enterrado pelo capitão Capitão Flint.

As visões de Ariane Narin  são uma caixinha de surpresa, quem irá aparecer agora? Thunder Cats ou Star Wars? Os diálogos de Ariane com Madame Viotti são de uma intensidade maravilhosa que nos leva a bons momentos de reflexição. João Hanson  finalmente se tornou um cavaleiro, se mostrando íntegro até nos momentos mais difíceis. Achei muito bom o grau de amadurecimento alcançado por ele, que no fim acabou entendo os sacrifícios do pai, e que nem sempre a decisão correta a se tomar é a mais fácil. 

A história de Peter Pan foi contada de uma forma bem diferente da que conhecemos,  um elfo crescido, de sentimos fortes e profundos por uma humana, sem palavras para descrever a forma como o autor narrou os sentimentos e a personalidade de Peter Pan e o momento mágico que ele se livrou do remorso que sentia. Bradamente, essa também deu um show durante as lutas da Primeira Guerra Mundial de Nova Ether. Gostei de encontrar nela uma personagem feminina forte e muito corajosa. Na cena em que ela derrota o gigante me senti ali no campo de batalha assistindo de camarote, foi muito bem descrita detalhando todos os movimentos da luta. Durante a guerra senti falta Ruggiero achei que ele iria se destacar mais. 

Super-recomendo essa trilogia, gosto muito da forma como Raphael escreve, nas partes mais simples é que encontramos as riquezas da escrita dele. Se eu fosse resumir esse livro em uma única palavra seria FÉ. Fé esta que foi escrita com delicadeza e mostrada através de todas as personagens, principalmente durante as cenas de batalha. Ele conseguiu mostrar os dois lados do ser o humano, ninguém é totalmente bom, ou totalmente mau, todos temos escolha!






Um círculo não tem início nem fim; mas isso apenas depois que ele já está formado.

Para que um círculo seja formado, porém, primeiro não há nada e, então, seja o que for que vá dar forma a ele, corre por um trajeto que só fará sentido quando completar toda uma volta e se encontrar com o ponto inicial. É então que se compreende o motivo do trajeto. E tanto o início quanto o fim daquela forma não apenas se tornam impossíveis de ser identificados, como também deixa de importar.

Porque a única coisa que passa a ser vista é somente o todo da figura completa.

Cada lágrima que você derrama é um círculo que se abre ou se fecha dentro de você.

E, sejam vidas criadas por semideuses, sejam semideuses criados por forças maiores, cada lágrima derramada é preciosa, pois alegrias nos dão sentido, mas são as cicatrizes que nos deixam mais fortes.

[…]

Cada lágrima jorrada sobre a terra jamais será perdida.

Ela irá cair e se misturar à terra. E então, quando o calor vier, ela irá evapora e, ao se juntar com outras, torna-se-á chuva. E quando o ar decidir lançar nuvens carregas, cada lágrima, antes derramada na terra, irá descer novamente sobre nossa cabeças, abençoando e trazendo êxtase. Um êxtase que irá permanecer até que outras delas sejam mais uma vez derramadas sobre a terra e o todo recomece.

Como em um eterno ciclo. Como em um esplêndido e inesgotável círculo. Um círculo que sempre irá nos ensinar que…

A dor é inevitável.

… vale a pena percorrer a jornada. Mesmo porque…

O sofrimento é opcional.

… o círculo sempre se fecha.

Ainda que nos corações mais fracos. Ainda que nas mentes mais instáveis. Ainda que nas vidas mais vazias.

O círculo se desfaz, mas ele nunca se rompe.

Ainda que por vezes pareça difícil, ainda que doa, ainda que fraqueje, percorra o círculo completo. Seja caminhando pelo círculo de fogo, seja caminhando pelo círculo de chuva, o final de todo círculo da vida ainda terá sempre o mesmo valor.

Todo círculo irá terminar, é verdade. Mas o que sobrará dentro de você, e o que sobrará dentro de você nesse ciclo, jamais irá se perder. Ou se romper.

Ou se apagar.

[…]

Simplesmente percorra o círculo.


QUOTES









10 comentários

  1. Essa triologia é perfeita. Sou apaixonada pelos livros mas, por incrível que pareça, o meu preferido é e sempre será Caçadores de Bruxas. Acho maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser sincera não consegui escolher um, gostei dos três de igualmente :)

      Excluir
  2. Falar de Dragões de Éter é pedir para que eu namore o blog.
    Jéssica, você é demais. Esse blog é demais e o livro é demais. Como sempre, foi ótimo vir aqui.
    Beijos,
    Kaio
    http://diadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falar de Dragões de Éter é BOM DEMAIS :D
      Obrigada pelas visitas Kaio!

      Excluir
  3. ha ha vc super recomenda, vc bem sabe que isso é tortura, a cada livro recomendado menos livros eu leio! Sabe o que isso?! Sei que sabe rs
    Bela resenha Jess, vc sabe que sou sua fã e estas cada vez mais perversa!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é kkkk
      Toda vez que passo pelo Mundo Literário saio exatamente assim. Obrigada Márcia!

      Excluir
  4. Dragões de Éter são um deleite para os sentidos, uma obra de arte magnífica que explode em metáforas belíssimas.
    Para os fãs de carteirinha, como eu, tem uma fanfic no meu blog: www.elysanna.com.br. A história se passa 5 anos após o Círculos da Chuva e é uma continuação alternativa para Axel e Maria.

    ResponderExcluir
  5. Que quotes perfeitos!
    Realmente o livro deve ser muito bom!
    Beijinhos
    Rizia-Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito, muito, muito bom mesmo.
      Não consigo parar de fazer esses quotes, já leio o livro e vou anotando os trechos que mais gostei srrs

      Excluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...