The Name Game Book Tag

Quem indicou  essa TAG foi a Verônica, do blog Tribo do Livro. Achei MUITO LEGAL  =) 
Foi muito difícil achar dois livros que começassem com a letra S.


Regras:

  • Temos que achar em nossas estantes livros que comecem com as letras que formam o nosso próprio nome;
  • O número de blogs indicados é a mesma quantidade das letras de seu nome.




Minhas escolhas foram:







       J ogada mortal
      Eu, Alex Cross
                 Só se for para sempre!
   Sereia do pó
       Irmãs de verão
        Cidade de vidro 
Anjo negro




Vou passar a TAG para os blogs de acordo com nome dos administradores :)









A RAINHA DA PRIMAVERA





Titulo: A Rainha da Primavera 
Autora: Karen Soarele 
Editora: Cubo Mágico
Livro no Skoob
Download do E-book: 
aqui

Em um reino em decadência, um guerreiro em busca de redenção e um conselheiro real trilham uma jornada para encontrar a princesa há muito tempo desaparecida. Flora, que foi criada em uma ilha remota, é surpreendida ao ser confrontada com seu passado. Mas, no fundo de seu coração, ela sabia que a vida lhe reservava uma grande aventura, além do Mar Eterno.

Escoltada pelos dois forasteiros, ela partirá à procura de respostas sobre sua origem, embarcando na maior aventura de sua vida. E o que vai encontrar mudará não só sua relação com o universo, como também o destino de toda uma nação. Porém, é necessário cautela. Os perigos rondam à noite e os estandartes inimigos se aproximam.

Flora uma garota que anseia viver uma vida de aventuras, que acreditava ser apenas mais uma moradora da ilha de Ashteria, uma ilha que só pode ser encontrada a cada 10 anos.  Em uma tarde comum de tédio Flora é atraída por uma grande movimentação. 


Estava cansada da monotonia daquele lugar. Tudo era sempre tão calmo e silencioso, que, quando seu pequeno brinco de pérola caiu no chão, o som agudo do baque pareceu soar como um grande estampido. Capítulo 1, pág. 9



Curiosa, ela vai verificar o que está acontecendo, e descobre que a ilha está sendo invadida por dois homens Dimitri e Nathair, os dois atravessaram o portal protetor da ilha, algo que Flora acreditava ser impossível, e contam que Flora na verdade é  uma princesa do reino Hynneldor, e que precisa retornar pois seu reino está em guerra e precisa que ela assuma o trono, que atualmente é ocupado por seu irmão Fausto.

Nessa hora Flora precisa decidir se fica em Ashteria e continua com sua vida calma e pacada ou aceita ir com Dimitri e Nathaie e descobrir sua verdadeira origem. E assim começa a história de Flora.

A Rainha da Primavera  é escrito de forma direta e simples. Por ser uma história mais adequada ao público infanto-juvenil acabei sentindo falta de uma descrição mais detalhada além de achar a história curta queria que fosse um pouco maior assim poderia aproveitar muito mais a companhia de Flora. Adorei o livro e fiquei presa nele até acabar, quando cheguei a última página pensei " Ué? já acabou?". 



Karen Soarele sempre foi apaixonada por livros, filmes e jogos on-line. O que todas essas coisas têm em comum? Nelas, nada é impossível. No decorrer de alguns anos, criou seu próprio mundo, Myríade, uma terra cheia de perigos e magia, onde seus heróis e heroínas vivem aventuras incríveis!
Karen tem 24 anos, é graduada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Linguagens e Produção Textual. Ela acredita no poder que a leitura tem de enriquecer a cultura, o senso crítico e a vida das pessoas e que, com determinação, nada é impossível.


 CENTENÁRIO RUBEM BRAGA



"Sempre tenho confiança de que não serei maltratado na porta do céu, e mesmo que São Pedro tenha ordem para não me deixar entrar, ele ficará indeciso quando eu lhe disser em voz baixa: "Eu sou lá de Cachoeiro..."








Creio que não é novidade para os leitores do blog a paixão que tenho pelos textos de Rubem Braga, na guia Poemas/ Crônicas é possível encontrar alguns textos de sua autoria.

Capixaba de Cachoeiro de Itapemirim nascido em 12 de janeiro de 1913, filho de Raquel Coelho Braga e Francisco Carvalho Braga, proprietário do jornal "Correio do Sul". É considerado por muitos o maior cronista brasileiro desde Machado de Assis.
Seu primeiro texto é publicado no jornal O Itapemirim do Grêmio Domingos Martins, do Colégio Pedro Palácios, onde estudava. Ainda estudante, iniciou-se no jornalismo fazendo uma crônica diária no jornal "Diário da Tarde". Como repórter, trabalhou na cobertura da Revolução Constitucionalista de 1932 para os "Diários Associados".

Formado em direito, continuou com o jornalismo, escrevendo crônicas para "O Jornal". Mudou-se para Recife (PE) e passou a escrever para o "Diário de Pernambuco". Fundou, no Rio, o jornal "Folha do Povo", tomando partido da ANL (Aliança Nacional Libertadora). 

Em 1936, lançou seu primeiro livro de crônicas, "O Conde e o Passarinho". Em 1938, fundou, junto com Samuel Wainer e Azevedo Amaral, a revista "Diretrizes".

Foi correspondente de guerra na Europa durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) pelo "Diário Carioca", tendo tomado parte da campanha da FEB (Força Expedicionária Brasileira) na Itália, em 1945. No período de 1961 a 1963, Rubem Braga foi embaixador do Brasil no Marrocos, na África. Em 1960, publicou "Ai de Ti Copacabana". A este seguiram-se "A Traição das Elegantes" (1967), "Recado de Primavera" (1984) e "As Boas Coisas da Vida"(1988), entre outros tantos livros. 


   


Rubem Braga morreu no Rio, em 19 de dezembro de 1990, deixando mais de 15 mil crônicas escritas em mais de 62 anos de jornalismo. 

O que me fez gostar das crônicas de R. Braga? A simplicidade e a leveza de sua escrita, a capacidade de nós levar de volta a momentos únicos que muitas vezes esquecemos, ele ainda tem o poder de transformar cenas cotidianas em uma verdadeira obra de arte. Meu primeiro contado com os livros de Braga foi no estágio que fiz na Biblioteca Estadual do Espírito Santo, o processo de catalogação dos livros era dois passos para trás e um para frente, pois sempre parava para ler seus textos e assim me apaixonei pelo cachoeirense carrancudo. 

"Homem de hábitos simples, Rubem Braga gostava de permanecer quieto com suas plantas e passarinhos no jardim ou na varanda de sua cobertura, onde também recebia os amigos para longas prosas.
Rubem Braga era um homem de muitas facetas e múltiplos interesses: além de escritor e cronista, foi diplomata, jornalista, repórter viajante, editor, amante das artes e amigo dos artistas
Rubem Braga viveu intensamente por 77 anos. Cultivou plantas e amigos, amou as mulheres e os passarinhos, publicou escritos seus e de outros, viajou por toda parte e relatou amorosamente tudo o que viu e viveu, deixando milhares de textos escritos." 
No Palácio Anchieta está acontecendo uma exposição em comemoração ao Centenário Rubem Braga, tive o prazer de visitar e tirar algumas "fotenhas" :D






Vista da cobertura em Ipanema - RJ








{BOOK TOUR} A CASA




Autor: Rafael Dias Canhestro 
Editora: Multifoco 
Ano: 2012 
Páginas: 204 


Depois de perder os pais tragicamente,Victor decide se mudar com sua família de New York para o interior de Dakota nos Estados Unidos, para uma cidadezinha pequena chamada Port Carvai, lugar que traz boas recordações de sua infância. Ele compra uma residência nessa cidade, uma casa modesta e muito agradável de se morar, que lhe é vendida por um preço um tanto desconfiável  Com uma carreira de professor elogiável, Victor é contratado pela escola local e se firma com uma boa renda fixa em seu mais novo lar. O tempo passa. As coisas vão muito bem. Sua mulher engravida de seu segundo herdeiro e a vida pacata lhe faz um bem danado. No entanto, pesadelos inexplicáveis começam a lhe acometer todas as noites. Pesadelos terríveis, que começam a persegui-lo implacavelmente  ameaçando-lhe destruir a sanidade e jogá-lo em um abismo de loucura. Junto disso, um descontrole emocional passar a ser rotina de Victor, deixando-o muito perto de cometer atos insanos e imperdoáveis. Descobertas sobre o passado sombrio de sua casa deixam-no assustado e em dúvida, fazendo-o travar uma batalha violenta contra seu ceticismo, que o impossibilita de enxergar o mal que lhe rodeia e compreender o inexplicável. Mas será mesmo algo maligno que o persegue ou a sua própria mente que lhe ameaça?

 
Um dilema surge de forma aterradora diante de Victor. Se a lógica não pode ajudar, no que acreditar? No considerado irreal? No sobrenatural? Victor esbarra em seu ceticismo, que continua lhe cegando, deixando-lhe incapaz de enxergar o horror de sua realidade. Enquanto isso, algo de maligno ganha força em sua residência. Será que Victor poderá salvar sua família da destruição? Será que poderá salvar a si próprio?

Rafael Dias é um escritor de 19 anos que me surpreendeu com sua história. É um livro que atiça nossa curiosidade nós fazendo pensar “O que será quem vem agora?”. Uma leitura rápida e agradável, narrado em terceira pessoa e com personagens bem construídos principalmente Victor que após procurar a ajuda de vários médicos para solucionar seu problema começa a acreditar na existência de uma força sobrenatural como motivo de sua insanidade em alguns momentos cheguei a pensar que todos os acontecimentos fossem fruto de sua mente paranoica.

Em alguns momentos senti falta de mais emoção, quando o livro faz você se sentir o próprio personagem, apesar disso fiquei assustada em alguns momentos. Uma coisa me deixou curiosa  e a esposa de Victor? O que ela sentiu em relação a tudo o que aconteceu? Mesmo assim gostei muito do final. Indico esse livro para quem gosta de um bom suspense sobrenatural  J



BOOK TRAILER





Nasceu em 1993 em um lugar distante de Belo Horizonte. Passou a maior parte de sua vida no bairro Leblon, onde cresceu e aprendeu a encarar a vida. Jovem pretencioso, que pensa em ser reconhecido como um bom escritor em um futuro não tão distante. Apaixonado por histórias de terror e tudo que vier de encontro ao paranormal e inexplicável. Escrevo desde criança. Posso dizer que foi a primeira coisa que aprendi a fazer, tendo adquirido essa habilidade antes mesmo de começar a balbuciar palavras. 

Link para adquirir o livro:





SELINHO LEIA SEMPRE

Ganhei esse selinho da minha xará Jéssica Almeida do blog As estorias da carter.
 Muito obrigada =)

Vamos as regrinhas:
- Citar o nome e o link de quem te indicou;
- Indicar dois livros (no mínimo) que você leu em 2012 e gostou;
- Listar três livros (no mínimo) que deseja ler em 2013;
- Oferecer para mais 10 blogs e avisá-los; 


Vou começar pela trilogia Dragões de Éter, assim como minha xará eu amei esses livros.


Série Os Instrumentos Mortais

E A Culpa é das Estrelas


Para 2013 tenho 169 livros para ler, mas vou citar apenas 3:





Em relação aos blogs, não irei indicar nenhum desta vez pois gostaria de saber a resposta de todos. Sendo assim, deixo o meme livre para quem quiser responder :D

E vocês? Quais foram seus preferidos de 2012 e quais irão ler esse ano ?





A VIAGEM DO TIGRE

Perigo. Desolação. Escolhas.
 A eternidade é tempo demais para esperar pelo verdadeiro amor?





Autor: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 


Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores. Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia. No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustrar seus objetivos. Em A viagem do Tigre Kelsey, Ren e Kishan retomam a jornada em direção ao seu verdadeiro destino numa história com muito suspense, criaturas encantadas, corações partidos e ação de primeira.



"Está se esquecendo de uma coisa, iadala. Amor não é uma consequência. Amor não é uma escolha. Amor é uma sede – uma necessidade tão vital para a alma quanto água é para o corpo. Amor é um gole precioso que não só alivia a garganta seca, mas também vitaliza um homem. O fortifica o suficiente que ele está disposto a matar dragões pela mulher que o oferecer. Tire esse gole de mim, e eu me reduzirei a pó. Tirar isso de um homem quase morrendo de sede e dá-lo a outro enquanto ele assiste é de uma crueldade que nunca imaginei que você fosse capaz."



A maldição ainda não foi quebrada totalmente e assim a jornada dos tigres continua. Kelsey, Ren e Kisham estão em busca do colar de perolas negras da deusa Durga, e para isso precisam passar por 5 dragões, Lóngjun o dragão vermelho, Quinglóng o dragão azul, Lúsèlóng o dragão verde, Jinsèlóng o dragão dourado e Yinbàilóngo dragão de gelo . Cada dragão possui informações importantes de como chegar ao final dessa busca, mas não será tão fácil como parece, os obstáculos são literalmente imensos como um kraken, tubarões, sereias e claro Lokesh que está cada vez mais malvado, deixando o final do livro empolgante. 

Claro que gostei desse livro, mas confesso que as ladainhas da Kelsey sempre me cansam assim, como no segundo livro ela ficou naquele vai e vem. O pior foi ver o lindo do Kishan servindo de segunda opção, poxa!!!! Por outro lado ele está ainda mais maravilhoso nesse terceiro livro, mudou bastante deixou de ser o irmão bad boy e agora é um homem bondoso, atencioso, engraçado e apaixonado já Ren virou o bad boy sedutor (pelo menos até certa parte do livro). Os tigres continuam com suas crises de ciúmes e dessa vez as brigas estão bem mais engraçadas e bunitinhas (srsrrs). Um dos pontos alto do livro foi o fim da amnésia de Ren, uma das melhores cenas do livro.


Apesar de ter gostado do livro confesso que este encheu bastante linguiça e ficou dando vários rodeios, como essa busca se passaria no oceano eles tiveram que aprender a mergulhar. E essa parte foi um show de informações desnecessárias e chatas.  Mesmo encontrando pontos negativos eu ainda AMO essa série e quando acabar sentirei falta desse trio. O final me deixou curiosa e com muita expectativa em relação ao quarto livro, espero que a próxima missão para quebrar a maldição seja tão legal quanto tem sido até agora.


A Uiara Moura do grupo Desculpa se te chamo de Bilauta disse o seguinte: " Eu gostei da maior parte do livro, principalmente quando o Ren lembra da Kelss, todas as coisas românticas que ele diz pra ela ( ele é um fofo), amei as aventuras nos reinos dos dragões, pra mim, só perde para o destino do tigre.... :)" 
Tenho que concordar que só perde para O Destino do Tigre, por falar nisso já estou preparando a resenha o 4º livro, aguardem :D









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...