RESENHA: Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa



1987. Só existe uma pessoa no mundo inteiro que compreende June Elbus, de 14 anos. Essa pessoa é o seu tio, o renomado pintor Finn Weiss. Tímida na escola, vivendo uma relação distante com a irmã mais velha, June só se sente “ela mesma” na companhia de Finn; ele é seu padrinho, seu confidente e seu melhor amigo. Quando o tio morre precocemente de uma doença sobre a qual a mãe de June prefere não falar, o mundo da garota desaba. Porém, a morte de Finn traz uma surpresa para a vida de June – alguém que a ajudará a curar a sua dor e a reavaliar o que ela pensa saber sobre Finn, sobre sua família e sobre si mesma. No funeral, June observa um homem desconhecido que não tem coragem de se juntar aos familiares de Finn. Dias depois, ela recebe um pacote pelo correio. Dentro dele há um lindo bule que pertenceu a seu tio e um bilhete de Toby, o homem que apareceu no funeral, pedindo uma oportunidade para encontrá-la. À medida que os dois se aproximam, June descobre que não é a única que tem saudades de Finn. Se ela conseguir confiar realmente no inesperado novo amigo, ele poderá se tornar a pessoa mais importante do mundo para June. "Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa" é uma história sensível que fala de amadurecimento, perda do amor e reencontro, um retrato inesquecível sobre a maneira como a compaixão pode nos reconstruir. SKOOB



Sabe aquele livro que começa chato? Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa é exatamente assim, pelo menos para mim. Por volta da página 50 já estava pensando em abandonar a leitura, mas por ser um livro do Boook Tour organizado pelo blogArca Literária decidi continuar. Na página 195 o livro começa a ganhar vida, tive que me esforçar muito no começo, mas depois valeu muito a pena.

Com personagens profundos e bem trabalhados, Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa consegue ser aquele tipo de livro que nos faz pensar muito depois de termina-lo. Começa com a morte do tio Fin, um artista renomado que passou seus últimos meses lutando contra a AIDS e pintando um quadro de suas sobrinhas June, de 14 anos, e Greta, de 16. No funeral June avista um homem do qual ela não pode se aproximar, segundo sua família.  Ela sente profundamente a perda do tio/padrinho, uma vez que acredita que não terá mais a pessoa que a endente, acreditando ser também a única capaz de entendê-lo. Os pais de June acham que a filha ainda não é madura suficiente para entender o que está acontecendo, que a morte, o homossexualismo e a AIDS são demais para a cabeça dela - lembrando que a história passa no ano de 1987, naquela época as pessoas não sabiam nada sobre a doença e acreditavam que podiam pegar AIDS em um simples aperto de mãos. Toby, um homem que diz ser amigo de seu tio e quer encontra-la, e ela como amava muito o tio acaba aceitando, o principal intuito dela é conseguir informações sobre seu tio.

O livro trabalha a relação familiar como um fino fio que pode se partir a qualquer momento. June acredita que sua irmã Greta a odeia e isso acaba afastando a ambas, e também proporciona a nós leitores uma experiência única ao acompanhar a relação dessas irmãs, que vivem entre o ciúme e o amor. Pais que apesar de trabalharem muito conseguem dar atenção às filhas, exceto na época dos impostos. Aproveitando a ausência dos pais June começa a se encontrar frequentemente com Toby, unidos pela dor da perda, ambos começam uma relação de companheirismo e cuidado. O que mais me surpreendeu foi à profundidade dos personagens, June é tão complexa em seus pensamentos e sentimentos.


"[...] Esse é o segredo. Se você garantir que é exatamente a pessoa que esperava ser, se sempre garantir que conhece apenas as melhores pessoas, então não vai se importar de morrer amanhã."

É um livro sensível, que fala de amizade, dor, magoa perdão, amadurecimento e recomeço, não apenas para June, mas para todos, e tudo é narrado de forma pura e delicada. É como se aos olhos de June não existisse maldade, não que ela fosse ingênua, mas ela enxerga um mundo diferente, muito mais simples do realmente é. Agora tenho mais um personagem favorito, June, me identifiquei muito com ela em alguns trechos. Está sendo difícil resenhar sem spoillers, espero sinceramente ter conseguido passar o quanto esse livro se tornou especial para mim, e de como consegui sentir cada personagem, suas angustias e incertezas, seus medos e suas alegrias. Livro perfeito e rico em detalhes. Sem esquecer essa capa que é tão linda, confusa e simples, assim como toda a história.



Nos Acompanhe: 


Jéssica Rodrigues 

29 comentários

  1. Ahhh, ja tinha visto outras resenhas bem positivas do livro <3
    Amo a capa, e sinceramente, tenho uma vontade imensa de conhecer. Parece ser uma leitura emotiva gostosa.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi David,
      Pode ter certeza que você irá se emocionar com essa história e ainda vai ficar pensando nela por vários dias.

      Excluir
  2. Sempre tive curiosidade com esse livro, essa capa é simplesmente um amorrrrrr <3
    Gostei muito da sua resenha, me deixou com mais vontade de ler, subiu na minha wishlist e com certeza vai fazer parte da minha próxima compra de livros hahahaha
    Beijos,
    Thousand Lives to Live!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \o/
      Gab, eu vi essa capa em um grupo de livros no Facebook, como estava no celular e em pé no ônibus não consegui anotar o nome e depois foi uma luta para descobrir qual era o livro rs

      Excluir
  3. Oi Jéssica, tudo bem?
    Ah, nossa, depois de 195 páginas o livro começa a ganhar vida? Não sei se eu teria tanta paciência, mesmo ciente que depois a narrativa ganha forma e é bem elaborada.
    Já li outras resenhas com opiniões parecidas com a sua, mas mesmo sabendo de todo conteúdo desenvolvido, o fato de ser uma leitura arrastada ainda me impede de ler,
    A capa dele é realmente linda.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que precisei de muita força de vontade... acredito que cada livro tem um momento para ser lido, quem sabe no futuro? :*

      Excluir
  4. oi jess, parece ser um livro bem lento e perdido no assunto original, vc disse q demora para se adaptar a ele D:
    jess me visite tambem:
    gilvaniaevans.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gil! Visito sim, demora um pouco mas não chega a se perder no assunto não, vale a pena ler :)

      Excluir
  5. Jess quando o livro não flui no começo confesso que perco a alegria da leitura , pelo menos o final compensou . Mas prefiro livros que me prendam o leitor desde o começo. A capa é muito bonita, mas no momento vou deixar passar a leitura. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joyce flor,
      Tenho paixão por esta capa, foi amor á primeira vista. Também prefiro livros que já começam legais mas nesse caso eu insisti pq sabia que no final valeria a pena.

      Excluir
  6. Desde quando a editora falou do livro, já me chamou atenção, espero ter a oportunidade d eler, só vejo coisas boas sobre o mesmo
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brubs flor, espero que você goste assim como eu gostei

      Excluir
  7. Oi, flor!
    Eu já tinha esse livro adicionado entre os que quero ler apenas pela sinopse. Essa é, de fato, a primeira resenha que leio sobre ele… E, menina! Que medo. Será que devo suportar quase 200 páginas para sentir que o livro está finalmente "ganhando vida"? (haha). Nesse exato momento, sei que teria desistido dele. Agora que sei ter um começo chato e um desenvolvimento lento, lerei esse livro quando estiver "preparada" para ele (rs). Parece que a história faz valer a pena o esforço.

    Beijos!
    http://myqueenside.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francine do coração, não desista desse livro kkk
      E leia quando realmente estiver preparada, cada livro tem o momento certo para entrar em nossas vidas... espero que goste :)

      Excluir
  8. Oiee ^^
    A capa desse livro foi a primeira coisa nele que chamou minha atenção, mas mesmo querendo muuito lê-lo e tendo lido muitos elogios para ele, ainda não consigo criar coragem para comprar *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz o seguinte Dryh, espera que no momento certo esse livro vai aparecer para você seja emprestado de alguém, de algum book tour ou até mesmo uma super promoção do Submarino... aí você lê e vai ver como será especial para você.

      Excluir
  9. Oii

    Eu nunca abandono um livro, mas acho super complicado quando o livro tem essas demoras loucas! rs
    Acho que vou acabar dano uma chance para o livro.

    Mil beijos
    Silêncio Que Eu To Lendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clícia, também não gosto de abandonar e nesse caso em especial eu já tinha uma ideia da história e sabia que precisa chegar no final, da uma chance sim, acho que você vai gostar.

      Excluir
  10. Olá... tudo bem???

    Bom a premissa do livro não me cativou não... ainda com o inicio cansativo.... nesse momento de minha vida... não quero isso.... por isso esse livro eu não compraria... jamais desisto de um livro... só aconteceu uma vez e eu não gosto disso, então prefiro passar essa... Xero!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diana, como disse nos comentários acima... espera que na hora certa você terá a oportunidade de ler e abandonar um livro é tão triste.

      Excluir
  11. Eu desde o lançamento quero muito ler. Já li e assisti muitas resenhas positivas dele e apesar do começo monótomo, vou dar uma chance e ler depois.

    Ótima resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho um enorme problema com esses livros que começam fraquinhos, preciso estar com um humor muito bom para não acabar abandonando a leitura. Acho que vou deixar para lê-lo em outro momento, quando eu estiver mais relaxada e com mais paciência hahaha

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha paciência é uma virtude Ale, eu não imaginei que o início seria tão parado se tivesse ficado sabendo antes eu teria ido preparada.

      Excluir
  13. Sinceramente, este não é um livro que eu leria, a história não me interessou e por ver que o começo é bem lento, já me deixou com pé atrás, no entanto, para quem gosta do gênero deve ser uma boa leitura, mas para mim, melhor passar.

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :( Poxa Sammy,
      Se souber de alguém que gosta desse tipo de livro indica ele, vale a pena.

      Excluir
  14. Oiee, tudo bem?

    Esse é aquele livro que eu simplesmente não daria muita coisa por ele. A capa não me chama a atenção e achei o titulo pouco atrativo. Mas lendo a sua resenha, achei a premissa bem interessante. Quem sabe não compro ano que vem?

    beijo
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kel você foi a única que não gostou da capa haha
      Mas fico feliz que minha resenha tenha despertado seu interesse.

      Excluir
  15. Olá.
    Tenho muita curiosidade em ler este livro, ainda mais porque já vi muitos comentários positivos sobre a obra. Agora com a sua resenha fiquei ainda mais curiosa
    Beijos

    https://cantodelivros.wordpress.com

    ResponderExcluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...