[LANÇAMENTOS] Grupo Editorial Pensamento

Olá corações do blog ♥
Vamos conhecer os lançamentos desse mês?


Título: QUER SE VER NO MEU OLHO? // Autor(es): RAFAEL ALENCAR VITTI // Assunto: Linguística e Crítica Literária // Número de Páginas: 96
 


Rafael Vitti se declara como Arteiro Poetista. Seus versos, sempre muito musicais, partem de seu peito como borboletas e pousam no branco do papel. Coloridos, graciosos, pungentes, mas, sobretudo, delicados. Eternizam o efêmero da paixão juvenil dando vida a todas as suas indagações. Brinca com os significados como quem manobra o skate ou desenha um caminho na onda. É lúdico, é livre e é, ainda assim, sério. Olhe para onde os olhos dele pousam. Veja com seus olhos. Leia em seu olhar.



Título: TEMPESTADES DE SANGUE // Autor(es): Kel Costa // Assunto: Ficção - Fantástica e Romance // Número de Páginas: 304
 


Durante o último ataque de mitológicos à Fortaleza Negra, Sasha sofreu perdas irreparáveis. Agora, só o que ela quer é juntar os cacos e seguir em frente. Mas, quando menos espera, ela se depara com um esquema de tráfico de sangue dentro da Fortaleza e resolve usar essa informação para se aproximar de Klaus, o líder dos Mestres vampiros. Enquanto isso, Mikhail viaja na companhia dos irmãos numa caçada aos mitológicos, e está concentrado em encontrar seus inimigos e dar fim ao grupo que atacou a Fortaleza. Mal sabe ele que enquanto isso, Sasha está se arriscando para desvendar todo o mistério que envolve o tráfico de sangue, ao mesmo tempo que tenta se reaproximar do cientista Blake Campbell e descobrir mais sobre a Exterminator, a arma criada para exterminar os mitológicos, mas que também pode ser uma grande ameaça para os vampiros. Será que Blake está tramando contra os Mestres? Sem que imagine, as investigações de Sasha a levam a percorrer um caminho sem volta que acaba se transformando no seu pior pesadelo.

LIVRO 1 


 
Na antiga União Soviética, vampiros, até então considerados criaturas lendárias, surgem inesperadamente e põem fim à Guerra Fria em 1985. Usando seu poder mental extraordinário e sua força sobre-humana, os Mestres da Realeza Vampírica exigem a rendição dos líderes mundiais e se autoproclamam senhores absolutos do planeta. Anos depois, vivendo num mundo de relativa paz entre humanos e vampiros, Aleksandra Baker, uma garota de 17 anos, se ressente por não ter a mesma liberdade que os jovens do passado. Agora, além de viver sob o jugo dos vampiros, Sasha, como é chamada por todos, está apavorada com uma nova ameaça, a invasão de predadores letais: os mitológicos! Em 2013, diante dos terríveis ataques de centauros e minotauros, a família Baker não vê outra saída a não ser se mudar para a Rússia e morar entre os muros do único lugar onde é possível viver livre dos ataques: a impenetrável Fortaleza Negra, reduto da Realeza Vampírica. Mas a ideia de se mudar para a Fortaleza não agrada a Sasha. Ela não gosta de vampiros e, Helena, sua melhor amiga, vai ficar para trás, correndo perigo constante. Mas Sasha não irá descansar até encontrar uma forma de levar Helena para a Rússia e destruir de vez essas criaturas mitológicas que rondam a Fortaleza. A única esperança são as pesquisas do seu pai, que conta com a ajuda de Blake, um prodígio adolescente, que balançará o coração de Sasha. Mas a jovem talvez já esteja envolvida demais com a obscuridade do mestre da realeza vampírica: Mikhail.



 Título: LABIRINTO NO FIM DO MUNDO // Autor(es): Marcello Simoni // 
 Assunto: Ficção Histórica // Número de Páginas: 392



Em 1229, o rastro de homicídios deixado por um violento cavaleiro acaba forçando o inquisidor Konrad von Marburg a investigar a misteriosa seita dos Luciferianos. Um mestre em medicina expulso da Universidade de Notre-Dame acaba atraindo as suspeitas do inquisidor, mas ele não será o único a cair nas mãos do religioso, ávido por entregar um culpado à justiça divina da Santa Inquisição Romana. 

O mercador de relíquias Ignazio de Toledo, chega a Nápoles e desperta a desconfiança de Von Marburg. Descobrir uma forma de provar sua inocência não será fácil. Ignazio inicia então uma longa e arriscada investigação que o levará à "Corte dos Milagres" de Frederico II, na qual se reúnem algumas das mentes mais brilhantes e esclarecidas da época. Estará o mistério da temível seita escondido entre os muros do palácio imperial? E o que ocultam os Luciferianos de tão precioso que compense o sacrifício de tantas vidas?



 Título: KRAFTWERK PUIBLIKATION - A BIOGRAFIA // Autor(es): David Buckley //  
Assunto: Biografias e Memórias // Número de Páginas: 368



Formado em 1970 em Düsseldorf por Ralf Hütter e Florian Schneider e consolidado entre 1975 e 1987 com os percussionistas Wolfgang Flür e Karl Bartos, o Kraftwerk é tido como precursor de toda a dance music moderna. Kraftwerk Publikation é muito mais do que a biografia de um grupo sem paralelo na história. Com contribuições de Wolfgang Flür e Karl Bartos, bem como de outros ex-integrantes da banda e artistas do mundo da música eletrônica, o autor David Buckley nos conta, numa linguagem ágil e jornalística, como um "bando de esquisitões" ligados à cena de música de vanguarda alemã acabou se tornando os improváveis "Lords da Música Eletrônica" pop moderna e mantendo-se na ativa até hoje, com uma agenda de shows lotada.



   



 

[RESENHA] A Playlist de Hayden


Autor: Michelle Falkoff // Ano: 2015 // 288 páginas // 

Editora: Novo Conceito // Skoob

Classificação



A história começa de um jeito chocante. Após brigar com seu amigo Hayden em uma festa, Sam aparece logo cedo em sua casa para se desculpar. Seu amigo está enrolado em sua “ridícula” coberta de Star Wars e não está roncando, o que é bem estranho. Ao que tudo indica Hayden havia tomado remédios tarja preta com bebida alcoólica, e ainda deixou para Sam uma playlist como recado. O livro é narrado por Sam e é através dele que sabemos que Hayden sofria bullying, e um dos responsáveis por isto era seu próprio irmão. Fãs do mundo Geek e apaixonados por música (nem sempre concordavam em qual banda era a melhor) os dois sentiam que não se encaixavam em nenhum grupo.


Sam acredita ser o único amigo de Hayden até que conhece uma garota chamada Astrid, ao que tudo indica ela também era amiga de Hayden ou pelo menos o conhecia muito bem. Por qual motivo seu amigo não apresentou Astrid para ele? Quando se conheceram se ele estava sempre junto de Hayden?



 Escrito de forma envolvente e nada depressiva, A Playlist de Hayden desperta aquela vontade de nunca parar de ler. Teve algo que me deixou intrigada, Sam e Hayden eram jogadores online e tinham um nome no jogo onde um sabia do outro. Depois da morte da Hayde, Sam decide jogar para tentar se distrair e o mais estranho acontece, um jogador especial o chama no chat. Tudo bem que o jogador de Hayden continue logado, mas iniciar uma conversa no chat é meio estranho. 


O que pergunto é:  Hayden morreu de verdade? Ou alguém está por trás disso? Se este for o caso, quem? Estas questões me deixaram bem curiosa quando li a prévia do livro e todas foram muito bem respondidas. O final do livro não foi exatamente o que eu esperava, as explicações para tudo que aconteceu é plausível e aceitável, mas um pouco fraca para um livro que prometeu tanto.


Sam foi um personagem que me conquistou, ele tem um jeito adorável e foi muito bem construído pela autora, na verdade todos os personagens tem suas características físicas e psicológicas bem definidas. Culpa... Quem nunca teve esse sentimento? A Playlist de Hayden se destaca ao trabalhar esse sentimento de uma forma profunda. Muitas pessoas se sentem culpadas imaginando que poderiam ter evitado que Hayden cometesse suicídio ou que poderiam tê-lo ajudado de alguma forma, mas fica a pergunta... Será? Mesmo que não tenha amado o final considero que Playlist é um livro que vale a pena ser lido e sentido.


[DIVULGAÇÃO] UNIÃO DOS AUTORES #8








Desta vez vamos saber um pouco mais sobre os escritores da União dos Autores, mas pelos olhos
de pessoas muito especiais: os leitores! Vejam só o que andam dizendo por aí...



















Gostou? Quer saber mais? Visite o site da União!

[RESENHA] Não Pare!


Nome: Não Pare!
Autor: FML Pepper
Ano: 2015
Editora: Valentina



"AHHHH COMO ASSIM ACABOU?!" 

Este foi o primeiro pensamento sensato formado no meu cérebro.



             




Sério Pepper?! Como você pode fazer isso com os seus fãs? Como pode fazer isso COMIGO? Logo eu, que dediquei minhas madrugadas ao seu livro incrível! O que será de mim até Setembro?

Peço à todos que estão lendo essa resenha, para ficarem calmos e se agarrarem às suas toalhas. Nada de pânico. Eu tenho certeza que no Guia deve ter alguma nota falando sobre esse momento... Deixa eu ver aqui... é , está um pouco difícil... poxa, é acho que não tem. GENTE! Não-tem-nada! Pois é, graças a Deus o Sr. Douglas não teve de presenciar o fim desse livro...

Não gente, não é mentira e nem exagero. Só tenho uma palavra pra descrever esse livro: genial! Acho que esse livro merece um começo de resenha diferente, por isso ganha:

 
(Estrelinhas infinitas!)

Acho que todos que conhecem por aqui um tal Alto Feiticeiro do Brooklin, poderia imaginar do que se trata os olhos fendados de Nina. É claro que ela é uma menina diferente. Viver mudando de cidade e país junto com a mãe não é uma tarefa fácil para uma adolescente que quer ter amigos. Ainda mais quando você é tão azarada quanto Nina, que a qualquer sinal de perigo, se mete na frente... ô menina danada pra confusão!

Mal sabe ela que um dos seus piores pesadelos está para acontecer quando ela começa uma nova escola em Nova York. Ela nem sonharia que o lindo do Kevin poderia dar bola para ela, ou que o mal-encarado Richard tentaria matá-la. Mas não se engane! Se você pensa que este é um livro bobinho sobre amores roubados em uma escola qualquer, pode tirar o seu pônei da chuva! 

Cheio de suspense sobre a história do nascimento de Nina e sobre seus antecessores, ela vai deixar de lado a vontade de ser normal, para viver uma fuga intensa: primeiro de seu destino e depois de seu salvador (que eu não vou contar aqui quem é, pra não dar spoilers)


"-Que milagre, Ben? Que riscos? E o que os meus olhos têm a ver com tudo isso? - imprensei-o, tentando me aproveitar de sua ingenuidade, mas no fundo eu sabia que ele não teria todas as respostas. Nenhum dele teria."


Dando muitas voltas sobre quem é bom ou mal, sobre paixões e desejos, a autora conseguiu prender e me confundir em cada detalhe da narrativa. Em vários momentos cheguei à pensar se a personagem estava ficando louca ou se as pessoas ao redor dela (inclusive eu) é quem eram insanas. Sério, essas partes são as melhores!

Um livro recheado de emoções (eu chorei, dei risada com a Melly, me apaixonei - mas não pelos mesmos caras que a autora quer que você se apaixone - TEAMJOHN! - e até mesmo fiquei puta!), com muita correria e histórias de tirar o fôlego, me peguei várias vezes falando sozinha e confabulando no meio da rua sobre o que poderia acontecer no próximo capítulo.

E falando em capítulos, mas que BELO trabalho que a Editora Valentina fez hein?! Que livro lindo por dentro e por fora! Os capítulos todos trabalhados nos detalhes, conferiu um ar bem de colecionador para o livro *-* e outro detalhe marcante: os finais de capítulos da Pepper! (Quase) Todos terminam com uma frase de efeito que te convida pra ler mais (por exemplo: "A luz era tão potente que embaçou minha visão. E embaçaria muito mais coisas...") e até rolou um remenber de A Esperança (final de capítulo: "Verdadeiro ou Falso?").
Vou confessar que senti várias influências literárias em pequenos trechos, como a série Hush Hush, Crepúsculo,  Percy Jackson (por conta da profecia?), Fallen e outras principalmente pelos triângulos - não pela história, pelo amor de Deus gente! Não tem nada a ver com esses clássicos infanto-juvenis.

A Pepper realmente conseguiu criar algo totalmente novo, que me surpreendeu com a sagacidade do enredo e da diversidade de cenários. Não é uma história de vampiros, bruxos, lobisomens, anjos ou máquinas. É novo. É legal. É UAU!

E se querem um conselho: leiam!

Obrigada por lerem o desabafo desesperado dessa leitora que espera ansiosamente pela continuação em livro físico.

     Um beijinhu!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...