[RESENHA] A Playlist de Hayden


Autor: Michelle Falkoff // Ano: 2015 // 288 páginas // 

Editora: Novo Conceito // Skoob

Classificação



A história começa de um jeito chocante. Após brigar com seu amigo Hayden em uma festa, Sam aparece logo cedo em sua casa para se desculpar. Seu amigo está enrolado em sua “ridícula” coberta de Star Wars e não está roncando, o que é bem estranho. Ao que tudo indica Hayden havia tomado remédios tarja preta com bebida alcoólica, e ainda deixou para Sam uma playlist como recado. O livro é narrado por Sam e é através dele que sabemos que Hayden sofria bullying, e um dos responsáveis por isto era seu próprio irmão. Fãs do mundo Geek e apaixonados por música (nem sempre concordavam em qual banda era a melhor) os dois sentiam que não se encaixavam em nenhum grupo.


Sam acredita ser o único amigo de Hayden até que conhece uma garota chamada Astrid, ao que tudo indica ela também era amiga de Hayden ou pelo menos o conhecia muito bem. Por qual motivo seu amigo não apresentou Astrid para ele? Quando se conheceram se ele estava sempre junto de Hayden?



 Escrito de forma envolvente e nada depressiva, A Playlist de Hayden desperta aquela vontade de nunca parar de ler. Teve algo que me deixou intrigada, Sam e Hayden eram jogadores online e tinham um nome no jogo onde um sabia do outro. Depois da morte da Hayde, Sam decide jogar para tentar se distrair e o mais estranho acontece, um jogador especial o chama no chat. Tudo bem que o jogador de Hayden continue logado, mas iniciar uma conversa no chat é meio estranho. 


O que pergunto é:  Hayden morreu de verdade? Ou alguém está por trás disso? Se este for o caso, quem? Estas questões me deixaram bem curiosa quando li a prévia do livro e todas foram muito bem respondidas. O final do livro não foi exatamente o que eu esperava, as explicações para tudo que aconteceu é plausível e aceitável, mas um pouco fraca para um livro que prometeu tanto.


Sam foi um personagem que me conquistou, ele tem um jeito adorável e foi muito bem construído pela autora, na verdade todos os personagens tem suas características físicas e psicológicas bem definidas. Culpa... Quem nunca teve esse sentimento? A Playlist de Hayden se destaca ao trabalhar esse sentimento de uma forma profunda. Muitas pessoas se sentem culpadas imaginando que poderiam ter evitado que Hayden cometesse suicídio ou que poderiam tê-lo ajudado de alguma forma, mas fica a pergunta... Será? Mesmo que não tenha amado o final considero que Playlist é um livro que vale a pena ser lido e sentido.


10 comentários

  1. Adoro como esse livro usa de elementos tão diferentes, como uma playlist. Estou querendo ler há muito tempo, e sua resenha só me deixou com mais vontade. "Playlist é um livro que vale a pena ser lido e sentido." quero!

    ResponderExcluir
  2. Sim, esse eu tenho e VOU ler de qualquer jeito, acabei recebendo da editora e não tive tempo de ler, mas preciso ver.
    Eu achava que seria depressivo e chato, por isso o atraso na leitura, mas tu deixou o gostinho de que vale a pena ler e que dramas são os melhores para uma leitura recheada de sentimentos.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  3. Jess eu confesso que o final do livro me decepcionou e achei desnecessárias algumas cenas de violência, fui com muitas expectativas e acabei me decepcionando. Mas fico feliz que tenha gostado do livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem? Já li tantas resenhas desse livro, mas ainda não tive oportunidade de lê-lo. Adorei sua resenhas!

    Beijos,
    Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adorei Jess, Você sempre com ótimas resenhas.
    Também li o livro e concordo com você, a expectativa foi maior que a leitura. Tive a mesma sensação com desfecho.

    LETRAS COM CAFEÍNA

    ResponderExcluir
  6. A cada resenha que leio sobre A Playlist de Hayden fico ainda mais ansiosa para poder ler. Ainda não tive a oportunidade, mas ele está na minha lista de futuras aquisições. Parece um livro realmente envolvente e gostei de saber que, apesar do tema abordado, o livro não tem nada de dramático ou depressivo. Preciso lê-lo logo! haha

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  7. Olááá
    Adorei a sua resenha, eu estou louca para ler o livro desde que foi lançado e espero poder em breve pois o tema me chamou muita a atenção, bela dica.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Jessica. Tudo bom?
    Estou ansiosa por ler esse livro, confesso que depois de demorar para receber o livro eu desanimei um pouco, mas não pretendo ler por agora pois acho que vai ser uma história emocionante então quero que o momento seja apropriado hehehehe
    Adorei sua resenha.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bom?
    Tivemos a mesma opinião sobre esse livro, ele passa uma mensagem bem interessante, mas o final ficou devendo muito. Fiquei incomodada com o rumo da narrativa e esperava um pouco mais da trama. Me incomodei com a falta de função da playlist na história. Apesar disso, é um livro que nos faz pensar muito sobre o suicídio e realmente os que ficam sempre pensam que poderiam ter feito mais pela pessoa.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Minha nossa Jéssica pensa em uma resenha que aguçou em muito a minha curiosidade. Pois é... a sua!
    Menina eu ja queria muito ler esse livro, mas você apresentou uma perspectiva bem diferente e minha nossa... necessito ler!!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...