[RESENHA] O Penúltimo Capítulo


Autora: // Ano: 2014 // Páginas: 208 // Editora: Imprensa Livre

Classificação

São poucas as histórias que interfere profundamente no meu modo de pensar e de ver o mundo, este livro que li em uma noite me levou a vários momentos de reflexão. Não costumo ler biografias, na verdade não gosto muito e isso me deixou incerta quando comecei a ler a história de Clarice Pessato. Aos 18 anos Clarice era uma jovem como todas as outras, cheia de sonhos e planos para realizar, mas enquanto viajava ela sofre uma acidente de carro que a deixa  tetraplégica.
Clarice dividi com nós leitores sua história de vida, nos fazendo viajar por sua infância até a vida adulta, conta sobre sua relação com os pais e irmãos, seu processo de adaptação e sua conversão. Acredito que compartilhar conosco sua história não foi algo fácil, foi preciso reviver novamente toda a sua trajetória. A escrita do livro é impecável e dá a sensação de estarmos em um barco em alto mar, apesar de muitos momentos difíceis da vida de Clarice ela consegue com sua escrita transmitir serenidade ao leitor.
A história de Clarice é um exemplo de superação e determinação, suas conquistas e dificuldades são uma lição para todos nós. Apesar das dificuldades que a vida lhe impôs ela foi atrás dos seus sonhos e conquistou seu espaço, mesmo com as negativas médicas ela manteve a esperança e foi vivendo um dia de cada vez. Hoje as dificuldades são muitas para os deficientes físicos, mas ainda contamos com um grau de informação que não existia na época do acidente de Clarice. Apesar das dificuldades ela contou com apoio de várias pessoas que foram aparecendo em sua vida, e sua família que mesmo nas situações difíceis não desistiram dela em nenhum momento, é nessa hora que enxergamos a importância de nossa família em todos os momentos sejam eles alegre ou tristes.

Se você não curti autobiografia, fique sabendo que eu também não curto, mas como recebi o livro em parceria com o Arca Literária eu precisava lê-lo, e sou grata por esta história ter chegado até mim desta forma, caso contrário não teria lido. Um ponto que me instigou foi o título que a todo momento eu tentava entender e quando enfim descobri o motivo, não consegui conter a emoção.
Clarice se tornou um exemplo de coragem, determinação e fé. Muitos anos se passam e a autora sofre outra grande mudança em sua vida: ela se torna cristã e um novo capítulo começa a ser escrito. Nos ensinamentos de Deus ela encontra o alívio e o conforto que precisa, não quer dizer que os problemas e as dificuldades sumiram de uma vez, ela continua se questionando sobre o acidente mas desta vez ela encontra na palavra de Deus o auxílio que faltava. A autora não tenta converter ninguém, mas expressar como o encontro com Deus foi importante para ela e também para outras pessoas. Ela evangelizou presidiários, conversou com outras pessoas que também serviam a Deus e escreveu artigos evangélicos. Passou a ser um exemplo vivo daquilo que está escrito na escrituras e viu o resultado do seu trabalho, muitas vidas alcançadas e transformadas pela palavra de Deus

As sementes que ela plantou gerou frutos e se multiplicou. Uma das coisas que mais gostei foi que a autora transcreveu várias passagens bíblicas que ilustravam e explicavam o momento que ela estava vivendo, isto serviu para me lembrar que estou em dívida quanto a ler a bíblia e que só ali encontrarei as respostas que necessito.

É uma história linda e emocionante, e independentemente de sua religião ou crença, a história de Clarice só irá trazer benefícios para sua vida. É um livro para ser absorvido pelo leitor, cada palavra, cada momento da vida de Clarice é um ensinamento sobre o quanto devemos ser gratos pela nossa vida, independente das dificuldades. Lembrando que autora utilizou um adaptador na mão esquerda e digitou uma letra por vez para nos presentear com este livro.

“A borboleta sem cor na capa e o título do livro ‘O Penúltimo Capítulo’ nos remetem a algo inacabado, representando a nossa vida sempre em processo de transformação. Assim como escreveu Rubem Alves na frase mencionada pela autora:
“Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”





5 comentários

  1. Olá!
    Também não costumo ler auto biografias mas achei este livro realmente interessante pois conta uma história de vida muito bonita.

    Bjos!
    luadeneon.com

    ResponderExcluir
  2. A capa desse livro é muito bonita! Mas não curto livro cristão, então, por isso, deixo a dica passar. Sua resenha ficou emocionante, realmente, o livro deve ter te tocado, foi prazeroso ler seu texto. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Gente, eu só li uma biografia até hoje e a experiência não foi muito boa, mas sua resenha a respeito do livro já me deixou emocionada. E, sendo evangélica, acho que adoraria saber um pouco mais sobre a conversão da autora. Realmente, parece uma história linda, tocante, recomendada para todos. Essa capa também ficou espetacular e o título da obra me deixa ainda mais curiosa!

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas a história da Clarice parece ser mesmo linda e inspiradora. Asim como você, eu não gosto de biografias, e raramente leio. Legal quanto um livro que foge da nossa zona de conforto se prova tão cativante
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Estou fugindo de autobiografias ou biografias, por isso não leria no momento, mas vou deixar a dica anotada.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...