[RESENHA] A mulher do viajante do tempo




CLASSIFICAÇÃO


 “Queridos Clare e Henry, uma vida inteira não seria suficiente para contar a história de vocês, mas as 450 páginas até que foram um bom resumo. Obrigada por me ensinarem à amar de um jeito tão profundo que a saudade será apenas mais uma etapa da jornada. O tempo pode ter sido um empecilho para vocês, mas para nós tudo funciona como uma ampulheta: é infinito enquanto existe alguém que a vire. Suas músicas entraram para a minha coleção e seus livros viraram minha referência. Vou sentir falta de vocês!”

Vocês já leram algum livro que realmente mudou a vida de vocês em algum ponto? Hoje eu acordei me sentindo diferente.... É o efeito Audrey Niffguer que roda na minha cabeça.... É aquela confusão de amor profundo, viver intensamente, enfrentar dificuldades e ainda sim dar a volta por cima. É aquele sentimento de liberdade e vontade que nos faz levantar da cama e aproveitar cada minuto. Devo dizer que é realmente muito bom! E sinto muito por não existirem mais páginas sobre Clare e Henry.

Conheci esse filme alguns anos atrás e desde então estive em busca do livro que inspirou uma história tão bonita, eu esperei pacientemente a hora certa para lê-lo, mas sabem quando dizem que você nunca sabe quando irá se apaixonar? Pois é, mal sabia eu!

O que você diria, se eu te contasse, que em Chicago vive um bibliotecário que tem a mania irritante de desaparecer? E se eu acrescentasse que ele costuma viajar no tempo enquanto desaparece. Henry sempre foi o amor da vida de Clare. O estranho conhecido que sempre aparece em seu quintal, alegando vir de um futuro onde se conhecem e que fez parte de toda a sua infância. Em um dia ensolarado de Outono, Clare com 6 anos descobre Henry, com 35, perdido no jardim. 2 anos depois, Clare com 7 e Henry com 30, começam as aulas de francês.


Pouca gente vai entender o verdadeiro significado do amor entre eles. E acho que se eu mesma estivesse lendo essa resenha sem conhece-los, também pensaria a mesma coisa: como é possível um amor superar tantas barreiras para esperar tanto tempo?



“Nosso amor foi o fio no labirinto, a rede embaixo de quem caminha na corda bamba, a única coisa verdadeira e confiável nessa minha vida estranha. Esta noite, sinto que meu amor por você tem mais densidade neste mundo do que eu mesmo tenho; como se pudesse permanecer depois de minha morte e te rodear, te proteger e te segurar.”



Claro que o livro não é apenas uma história de amor e superação. Ele também nos mostra o lado feio e real de um relacionamento. As crises, os problemas, os desejos mais obscuros de cada personagem. Em cada parágrafo eu sentia um ano escoando de mim e entrando no livro. Sentir cada dor e cada alegria dessa narrativa, me fez viver a própria vida deles. Lendo as resenhas feitas por aí, percebi que muita gente não gostou do livro. "Como assim um homem adulto viaja no tempo para encontrar uma criança?!" será que nem sendo explicitamente mostrado, vocês não entenderam a analogia? O amor não tem hora ou idade, você cuida daquilo se já está destinado à tê-lo. Você sente, vê e escuta. É claro que hoje em dia está fora de moda esperar pelo príncipe encantado, mas ai é que está a sacada: Henry nunca foi um príncipe. Várias e várias vezes fiquei com raiva dele e indignada por ser tão ausente na vida de Clare. Mas quem podia segura-lo?


“Eu espero por ele. Cada momento que eu espero se sente como um ano, uma eternidade. Cada momento é tão lento e transparente como o vidro. Através de cada momento posso ver infinitos momentos alinhados, esperando. Por que ele foi onde eu não posso seguir?"


Tudo isso sem contar a adaptação incrível que foi aos cinemas. Eu realmente não consigo imaginar a Clare e o Henry sem serem Rachel McAdams e Eric Bana. A química e a paixão dos dois realmente deram vida aos personagens. Tudo bem que eu não esperava nada menos da Rachel, mas ainda sim vê-los tão centrados na história foi emocionante.

Um ponto negativo do filme foi a trilha sonora, que com certeza poderia ter sido melhor exploradas, uma vez que temos uma vasta seleção de músicas ao longo do filme.

Antes de dizer tchau ao último resquício de Clare e Henry, gostaria de convida-los à ver o filme. É claro que o livro é bem melhor, mas as vezes entendo o medinho de ler algo que pode mudar sua vida.


BOOK TRAILER 


Um grande beijo saudosista

Tchau Clare, Tchau Henry, vejo vocês em breve!



13 comentários

  1. Esse livro é muito lindo <3 Li há alguns anos e tenho muita vontade de fazer uma releitura, sei que será uma experiência diferente. A história é singular e a autora a conduz muito bem. Também gosto muito do filme! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Raíssa!
    O que dizer deste livro.. Na resenha que fiz sobre ele coloquei coisas como: "LINDO, LINDO, LINDO!!! Dá até vergonha de sonhar com uma vida perfeita, nos sentimos uma menininha boba agindo assim. Passamos a sonhar em enfrentar os problemas tendo ao lado alguém que seja nosso porto seguro."
    Ameiiiii

    Só não tenho a mesma opinião a respeito do filme... Sinceramente, qdo acabou fiquei com raiva de terem estragado essa história perfeita, mas gosto é gosto né rs
    Que bom que vc gostou...

    Um super beijo e parabéns de verdade, sua resenha tá linda demais...
    Bjo
    =]

    ResponderExcluir
  3. Raíssa eu sou apaixonada pelo filme! É maravilhoso!
    Infelizmente ainda não tive oportunidade de ler o livro é tem um tempão que tenho ele na lista de desejados.
    Amei sua resenha .

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi,

    Amo este filme, amo os atores, enfim filme para assistir para o resto da vida. Adorei sua resenha.

    Paz e Beijos
    Juci Pauda
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. O filme é maravilhoso, quando assisti passei mal de tanto que chorei, me emocionei demais. Infelizmente até hoje não li o livro, nem o tenho em minha estante, o que é um pecado, bom demais ler sua resenha pois me deu a louca de querer o livro pra hoje, vou correr atrás. É um gênero literário que eu amo de paixão.
    Beijos!
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Amei sua resenha, ainda não conhecia nem o filme e nem o livro, mas vou anotar a indicação e procurar o filme pra ver, pois assim assisto com meu marido (enquanto ele dorme, é claro hahahaha).
    Sua resenha me deixou morrendo de vontade de conhecer essa história <3
    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oii!

    Tenho a impressão de que já vi esse filme hahahaha
    Mesmo assim, vou colocar o filme e o livro na minha listinha, pois adorei a história :)
    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  8. Nossa não conhecia esse livro e nem o filme , mas como sou amante do romance já está na minha lista !

    ResponderExcluir
  9. Oie. Não conhecia nem o livro nem o filme, mas fiquei empolgada quando você disse que vai mudar a minha vida.hahahaha Adorei a forma como você começou a resenha. Bjs
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus, Raíssa, que livro lindo. Já chorei com o trailer, imagina quando ler. Juro que não conhecia nem o livro nem o filme, mas estou muito interessada, essa história é linda. Adorei sua resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  11. Raíssa, eu já vi o filme e senti a mesma coisa que você. Imagino que meus sentimentos serão muito mais intensos lendo o livro. Essa história me faz lembrar do primeiro livro que li esse ano, Todo dia de David Levithan. Claro que o protagonista não viaja no tempo, mas ele "simplesmente" não tem um corpo para chamar de seu e a cada dia, acorda em corpo diferente. Imagine isso? É tão agoniante quanto ficar indo de lá para cá, pelo tempo, por ter certeza!

    Beijinhos!
    www.citacaonumclick.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Raissa,

    Bom, a resposta para sua pergunta é sim. Já vivenciei transformações acontecidas graças a leitura de um livro. É incrível como às vezes parece que o autor nos conhece e manda uma mensagem direta.
    Gosto de autores corajosos que mostram os dois lados de um relacionamento, ainda que a trama traga uma história de amor e superação como você colocou. Como não li o livro e não assisti ao filme, quero começar pelo livro.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oieeee!
    Menina eu tenho o DVD desse filme que amo muito! Ainda não li a saga, e uma colega minha é super apaixonada. Quero muito ler, e preciso de tempo pra isso... Se no filme eu me emocionei e muito, estou imaginando quando ler o livro :D
    Beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Sua opinião é muito importante para mim.
Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu retribuir a visita.
Obrigada :D
Beijos Jéssica Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...